Histórias e Sabores da Turquia

No Comments

 

 

 

 

 

 

A experiência de desvendar as ruas e segredos de Istambul com suas deslumbrantes mesquitas, palácios, museus e sítios arqueológicos, abre literalmente o apetite para conhecer outro tesouro desta mistura de culturas e civilizações: a culinária turca com suas iguarias, acepipes e delícias.

Por Arthur Veríssimo. Especial para a The Traveller

 

Há um roteiro possível de ser realizado, em que os manjares turcos proporcionam uma amostra da grande diversidade gastronômica do país. A cozinha turca é um mix gastronômico de ingredientes e receitas do Oriente Médio, da Ásia Central e do Mediterrâneo. Isso fica muito claro caminhando pelas ruas de Istambul, por suas feiras e mercados. Após contemplar e percorrer os interiores da magnífica Basílica de Santa Sofia, fomos conhecer o intenso e agitado Spice Bazaar. O mercado é uma sucessão de lojas, num imenso galpão repleto de especiarias, queijos, frutas, baklavas, chás e iguarias de todo Oriente.

Caminhando pelo corredor central, logo fui abduzido ao interior de uma loja de ingredientes, chás e doces. O vendedor, Mister Mehmeet nos ofereceu um delicioso chá de maçã e uma bandeja repleta de lokun, apetitosos docinhos turcos feitos de goma e suculentas baklavas de massa folhada, com diferentes recheios de pistache, nozes, mel e romã. Adquiri alguns temperos e chás e mergulhei no sol escaldante das ruas de Istambul para uma experiência ainda mais intensa. Fomos almoçar em um clássico restaurante turco, o Hamdi. Iniciamos nossa degustação, com uma série de mezes (entradinhas diversas de pasta de homus, berinjela, favas, iogurte com alho, charutinhos de folhas de uva) com pães pita, inflados e quentinhos. Na sequência, suculentos kaftas de cordeiro acompanhados por pilaf de arroz com páprica e um delirante Fistikli Kepap. Um verdadeiro banquete.

Uma agradável surpresa é a comida de rua na Turquia. O chef Carlos Rogério Paes do Veggies da Praça ficou fascinado com esta culinária encontrada em cada canto da cidade. Em sua expedição gastronômica por Istambul ele destaca que “às margens do Chifre de Ouro encontrei vários barquinhos decorados e ancorados próximos à ponte Galata.

Tinha uma variedade de pratos deliciosos. Por diversos locais na Turquia há barracas e carrinhos vendendo suculentos kebabs, mexilhões cozidos, arroz com mariscos, sorvetes e Börek – salgados recheados com carne, queijo e batata. Isso são só alguns exemplos das riquezas que Istambul oferece”. O Mikla Restaurant é outra casa que deve entrar nos planos de quem visita Istambul. Localizado no topo do hotel Marmara Pera, no bairro de Beyoğlu, ele é um dos restaurantes mais estrelados da Turquia. Como diz o chef Mehmet Gurs, “todos os produtos são orgânicos e frescos, e nossos pratos não se restringem à cozinha turca ou otomana. Estamos completamente em sintonia com a Anatólia e sua diversidade de ingredientes”. Alguns dos gourmets à mesa se deliciaram com a sucessão dos sete pratos do menu degustação. Um desfile sensorial e gustativo de entradas, pratos, sobremesa – tudo harmonizado com ótimos vinhos. Ao final da noite, saí satisfeito e encantado.

Deixando Istambul para trás, chegamos à Capadócia, uma região que concentra muito do que há de mais genuíno na gastronomia turca. Encravado no alto da colina na pequena cidade de Uçhisar, o Museum Hotel Cappadocia é o suprassumo de arte, gastronomia e sofisticação. E foi no hotel, ao anoitecer, que jantamos no Lil’a Restaurant com o proprietário do Museum e personagem icônico do turismo na Capadócia: Mister Omer Tosun. O chef Murat Bozok contou que todos os ingredientes dos pratos são frescos e a maioria é cultivada na horta orgânica do hotel.

Depois das entradas – de mezes e charutinhos de folhas de uva – o prato principal foi composto por deliciosos cogumelos com queijo gratinado e um kebab divino com molho de tomate, iogurte e especiarias. Um mix gastronômico preparado com ingredientes e iguarias regado a vinhos da Capadócia.

Um dos momentos mais surpreendentes em nossa saga gastronômica aconteceu em Göreme, no aconchegante restaurante Dibek. O carro chefe da casa é o tradicional Testi – um tipo de kebab cozido em pote de barro com cordeiro desossado, molho de tomate, cogumelos, alho, pimenta do reino, sal e manteiga. Os ingredientes são misturados e inseridos no pote que é então lacrado. Durante duas horas a cumbuca fica cozinhando em fogo de carvão. O ápice da experiência acontece quando o lacre do pote de cerâmica é quebrado em frente aos convidados, que já neste momento podem começar a saborear o prato através de seu delicioso aroma. Recomendo a todos, quando tiverem a oportunidade, experimentar esta delícia da culinária turca, uma das mais saborosas e saudáveis cozinhas no mundo.

 

Arthur Veríssimo – Jornalista, roteirista e apresentador com passagens por grandes publicações e veículos de mídia. É autor do livro GONZO 30 anos de jornalismo transcultural e ganhador do prêmio Comunique-se 2016 na categoria Cultura Escrita por sua obra.

 

Solicite um orçamento:
MICHELLE TOUR NATAL
Rua Rui Barbosa, nº 911 – Tirol – Natal/RN – CEP 59015-290
Telefones: (084) 4009-0677
Plantão 24 horas para Emergências: (084) 99407-7110
www.michelletour.com.br

Categories: Destinos, Dicas

Deixe uma resposta