Categoria: Sem categoria

5 restaurantes ao ar livre em Paris

No Comments

GrandCoeur, no bairro Marais. Foto: Divulgação

Auteuil Brasserie. Foto: Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GrandCoeur

Essa brasserie aberta recentemente, no Marais, é uma das melhores na capital francesa: na primavera e no verão, recomendo almoçar ou jantar no pátio de pedras, com bailarinos dançando ao redor – uma das melhoras escolas de dança se encontra no mesmo sobrado. O chef Mauro Colagreco (duas estrelas Michelin) escolheu o brasileiro Rafael Gomes e o siciliano Nino Laspina, cuja cozinha é leve, original e saborosa. Paixão só!
41 rue du Temple. Marais. grandcoeur.paris

LouLou 

Na frente da pirâmide do Louvre, agora símbolo do novo governo francês desde que o presidente Macron foi eleito, o restaurante LouLou tem um terraço extraordinário, com vistas para a torre Eiffel, o jardim das Tuileries e o Louvre.
Decorado pelo badalado arquiteto Joseph Dirand, o restaurante, cujos menus foram desenhados por Jean-Charles de Castelbajac, serve uma cozinha da Riviera Francesa e Italiana, e só fecha às 2h da manhã: um milagre em Paris!
Musée des Arts décoratifs. 107 rue de Rivoli. Paris. loulou-paris.com

Restaurant du Palais Royal 

O Palais Royal é um dos jardins mais secretos, mais calmos e mais bonitos de Paris. Ele fica logo atrás do Louvre e do teatro da Comédie Française. Flores, pássaros, arquitetura parisiense maravilhosa: nem parece que estamos bem no centro da cidade! O restaurante já tem uma estrela no Michelin e serve uma cozinha francesa leve, numa belíssima varanda com mesas cor de creme e guarda-sóis. Um refúgio para insiders.
41, rue de Valois. Paris. restaurantdupalaisroyal.com

Auteuil Brasserie

Os melhores tenistas mundiais estão chegando em Paris e a final do Roland-Garros no dia 11 de Junho promete ser disputadíssima! Pertinho das quadras de tênis, acaba de abrir a Auteuil Brasserie, um lugar descolado, com um rooftop super legal, comida italiana, churrascos, sorvetes artesanais deliciosos, coquetéis detox ou alcoólicos… Com certeza um dos endereços mais trendy de Paris no momento.
78, rue d’Auteuil. Paris. auteuil-brasserie.com

Les Jardins de l’Espadon 

O hotel Ritz Paris foi restaurado e reabriu há menos de um ano, conservando sua história e decoração suntuosa – madeiras douradas, lustres de cristal, carpete azul-real e cortinas de seda. O novíssimo restaurante Les Jardins de l’Espadon já tem uma estrela no Michelin: o chefe Nicolas Sale prepara tudo que a culinária francesa oferece de melhor. Hemingway escrevia com toda razão que Paris é uma festa!
15, place Vendôme. Paris. ritzparis.com

Categories: Sem categoria

Revista Britânica Restaurant divulga a lista dos 50 melhores restaurantes do mundo

No Comments
Os 50 melhores restaurantes do mundo

Eleven Madison Park. Foto: divulgação

Gaggan. Foto: Allwecandid

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A edição 2017 dos World’s 50 Best Restaurants, premiação realizada pela revista britânica Restaurant, em abril, em Melbourne, trouxe uma grande surpresa. O nova-iorquino Eleven Madison Park foi eleito o melhor restaurante do mundo, quebrando uma sequência dos restaurantes europeus que estavam no topo do ranking desde 2005. Na lista dos 10 melhores restaurantes, outro destaque foi o tailandês Gaggan, que subiu 16 posições, indo direto para a 7ª. Único restaurante brasileiro na lista, o D.O.M, de Alex Atala saiu da 11ª para a 16ª.

Sentiu falta de alguém? O dinamarquês Noma, que por sete anos esteve entre os primeiros lugares da lista, está fechado desde 2016 e em breve reabrirá em um novo endereço e com novo conceito. Quem sabe ele não aparece em 2018? Enquanto isso, conheça o top 10 dos 50 melhores restaurantes do mundo.

 

 

1. Eleven Madison Park (Nova York, Estados Unidos)
Comandado pelo chef Daniel Humm, o Eleven eleva a cozinha nova-iorquinia a outro patamar mesclando a ela a moderna gastronomia europeia  . Ambiente elegante, excelente atendimento e ótima carta de vinhos são os destaques. elevenmadisonpark.com.

 

2. Osteria Francescana (Modena, Itália)
Comandada pelo chef Massimo Bottura, a Osteria Francescana serve pratos que têm como base a tradicional cozinha italiana, elaborados com os melhores ingredientes locais – a apresentação, no entanto, é inventiva e brinca com diferentes formas, sabores e texturas.
osteriafrancescana.it

 

3. El Celler de Can Roca (Girona, Espanha)
O El Celler de Can Rocca é dirigido pelos irmãos Joan, Josep e Jordi, que juntos se dividem na cozinha e harmonização dos pratos. A tônica do restaurante é a técnica acadêmica – todos os anos o menu se renova e os chefs estabelecem uma nova linha de pesquisa específica. Ingredientes típicos da cozinha catalã dão vida a receitas inventivas, proporcionando uma experiência inigualável. cellercanroca.com

 

4. Mirazur (Nice, França)
Sob o comando do argentino Mauro Colagrego, o Mirazur exibe a moderna gastronomia francesa e pratos mediterrâneos preparados com os mais frescos ingredientes, grande parte proveniente da horta do restaurante. mirazur.fr

 

5. Central (Lima, Peru)
Comandado pelo jovem e talentoso chef Virgilio Martinez, o Central fica em uma rua escondida do charmoso bairro de Miraflores. O salão banhado com muita luz natural tem vista para a cozinha aberta, de onde saem pratos autênticos da cozinha peruana elaborados com ingredientes amazônicos e indígenas. O menu degustação – com oito pratos preparados à perfeição – é a melhor pedida da casa.
centralrestaurante.com.pe.

6. Asador Etxebarri (Bilbao, Espanha) 
Rústico na medida certa, o r Asador Etxebarri ainda preserva antigas técnicas de grelhar carnes e utiliza lenha cuidadosamente selecionada de diferentes árvores. O ideal é sentar-se e pedir diversas das pequenas porções do cardápio e experimentar um pouco de tudo, já que o menu é sazonal e bastante fresco. Os petiscos e os pratos principais, como o chorizo e a txuleta, são ótimos, mas a visita também vale para provar o sorvete próprio do lugar, incrível.
asadoretxebarri.com 

 

7. Gaggan (Bangkok, Tailândia)
Na lista dos melhores restaurantes da Ásia, o Gaggan privilegia cozinha indiana, mas com interpretações modernas. Segundo o chef Gaggan, há uma forte tentativa de atravessar a lacuna entre a cozinha oriental e a ocidental. eatatgaggan.com

 

8. Maido By Mitsuharu (Lima, Peru)
O Maido faz uma combinação perfeita da culinária japonesa tradicional e da cozinha “nikkei”. O consagrado chef Mitsuharu Tsumura é o proprietário e comanda a cozinha, que serve desde sushis e sashimis frescos e irretocáveis até pratos ousados, que incorporam ingredientes peruanos tratados com a polida técnica japonesa.
www.maido.pe

 

9. Mugaritz (San Sebastian, Espanha)
O Mugaritz reflete a cozinha basca e proporciona a melhor experiência em um menu dividido em 20 cursos. A técnica do chef Andoni Luis Aduriz é reacender as emoções de seus visitantes a partir de pratos que se relacionam com a história da Espanha e, por consequência, com a das pessoas. Como resultado, além de satisfazer o paladar, o chef ainda gera um carisma sem igual.
www.mugaritz.com

 

10. Steirereck (Viena, Áustria)   
Sob o comando do chef Heinz Reitbauer, o Steirereck serve o melhor da cozinha contemporânea austríaca, privilegiando os ingredientes locais. A estrutura no restaurante colabora para a experiência: instalado em um cubo de vidro, localiza-seno parque central a cidade, com vista para o Rio Viena.
www.steirereck.at

11. Blue Hill at Stone Barns (Pocantico Hills, Estados Unidos)
12. Arpege (Paris, França)
13. Alain Ducasse au Plaza Athénée (Paris, França)
14. Restaurant Andre (Cingapura)
15. Piazza Duomo (Alba, Itália)
16. D.O.M (São Paulo, Brasil)
17. Le Bernardin (Nova York, Estados Unidos)
18. Narisawa (Tóquio, Japão)
19. Geranium (Copenhagen, Dinamarca)
20. Pujol (Cidade do México, México)
21. Alinea (Chicago, Estados Unidos)
22. Quintonil (Cidade do México, México)
23. White Rabbit (Moscou, Rússia)
24. Amber (Hong Kong)
25. Tickets (Barcelona, Espanha)
26. The Clove Club (Londres, Inglaterra)
27. The Ledbury London (Londres, Inglaterra)
28. Nahm (Bangkok, Tailândia)
29. Le Calandre (Rubano, Itália)
30. Arzak (San Sebastián, Espanha)
31. Alléno Paris au Pavillon Ledoyen (Paris, França)
32. Attica (Melbourne, Austrália)
33. Astrid y Gaston (Lima, Peru)
34. De Librije (Zwolle, Holanda)
35. Septime (Paris, França)
36. Dinner by Heston Blumenthal (Londres, Inglaterra)
37. Saison (São Francisco, Estados Unidos)
38. Azurmendi (Larrabetzu, Espanha)
39. Relae (Copenhagen, Dinamarca)
40. Cosme (Nova York, Estados Unidos)
41. Ultraviolet by Paul Pairet (Xangai, China)
42. Boragó (Santiago, Chile)
43. Reale (Castel di Sangro, Itália)
44. Brae (Birregurra, Austrália)
45. Den (Tóquio. Japão)
46. L’Astrance (Paris, França)
47. Vendôme (Bergisch Gladbach, Alemanha)
48. Restaurant Tim Raue (Berlim, Alemanha)
49. Tegui (Buenos Aires, Argentina)
50. Hof Van Cleeve (Kruishoutem, Bélgica)

 

Osteria Francescana. Foto: divulgação

Categories: Sem categoria